Saiba como as Forças Armadas estão combatendo o COVID-19

Em tempos difíceis como os que estamos vivendo atualmente, a atuação das Forças Armadas do Brasil é fundamental. Elas são necessárias para a manutenção da ordem e para o gerenciamento efetivo de qualquer tipo de crise.

No caso do COVID-19, não seria diferente. Grupos e forças especiais do Exército, da Marinha e da Aeronáutica têm se articulado para auxiliar o governo e demais entidades a minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus.

Quer saber mais? Nesta matéria, listamos quatro iniciativas das Forças Armadas brasileiras que têm como objetivo o combate ao COVID-19. Confira:


1) Centro de Operações Conjuntas

O Ministério da Defesa criou um Centro de Operações Conjuntas para coordenar a ação das Forças Armadas durante a pandemia. Além do Comando Aeroespacial (COMAE) da Força Aérea Brasileira (FAB), outros dez comandos conjuntos ficarão responsáveis pelo planejamento das ações.

Nesse período, os Oficiais trabalharão junto aos governos nas três instâncias (federal, estadual e municipal), principalmente em fronteiras, portos e aeroportos. Outra forma de auxílio prestado será pela instalação de hospitais de campanha – ou seja, pequenas unidades médicas móveis que são temporariamente montadas para dar assistência a vítimas antes que elas sejam transportadas para outros lugares.


2) Canal de denúncias

A Controladoria-Geral da União (CGU) lançou um canal para denúncias relativas à pandemia do coronavírus. Dessa forma, os órgãos federais podem ser informados sobre instalações médicas que não tenham insumos ou equipamentos suficientes, além de casos em que foram desobedecidas as restrições e recomendações do Ministério da Saúde.

Para denunciar, basta acessar este link e criar uma conta no portal Fala.BR. No assunto, selecione o item “coronavírus (COVID-19)”. Quem desejar permanecer anônimo pode realizar sua reclamação pela opção “Não identificado”. As denúncias serão analisadas pela Ouvidoria-Geral da União, órgão da CGU, e encaminhadas para providências a serem tomadas pelas autoridades e entidades responsáveis.


3) DQBRN

Como mencionamos aqui no blog, o 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN) tem como missão atuar em situações que envolvam as áreas mencionadas em sua sigla, especialmente ações de descontaminação. O apoio do DQBRN já foi necessário em diversos eventos, como Jogos Pan-Americanos, visitas feitas por diversas autoridades ao Brasil, fóruns mundiais, entre outros.

No caso do COVID-19, ainda em fevereiro, uma equipe especializada do batalhão resgatou brasileiros que estavam isolados em Wuhan, na China (cidade onde o vírus primeiro se manifestou). Além disso, unidades do DQBRN se disponibilizaram para realizar a descontaminação de materiais, espaços físicos e pessoal.


4) Observatório Militar da Praia Vermelha

Além da participação em ações presenciais e de inteligência, é essencial a divulgação de conhecimento a respeito do coronavírus. Pensando nisso, o Observatório Militar da Praia Vermelha tem divulgado informações precisas e análises de especialistas a respeito do COVID-19.

Entre os temas dos textos disponibilizados, estão a importância do isolamento social, respostas nacionais e internacionais à pandemia, o papel do Ministério da Saúde e a combinação de organismos biológicos e terror. Para ler os artigos, basta acessar a página do Observatório.


Fontes: Agência Brasil, Governo Federal, Observatório Militar da Praia Vermelha.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Sale

Indisponível

Fora de estoque